Projetos Sociais Sicoob Credcooper

Projetos Sociais Sicoob Credcooper

Responsabilidade socioambiental e socioeconômica são as ações que as instituições fazem de forma voluntária tornando a sociedade mais justa socialmente, tendo viabilidade nas ações econômicas e promovendo o equilíbrio do meio ambiente. Em outras palavras, é a capacidade de ser uma cooperativa sustentável. O SICOOB CREDCOOPER tem consciência do importante papel que exerce na sociedade e mantem ações de responsabilidade socioambiental e socioeconômica consolidando-as como agente de desenvolvimento local na região de Caratinga. Mantém seu compromisso com o bemestar da sociedade, dos cooperados e das instituições públicas e privadas com as quais se relaciona. Entendendo bem o dinamismo do tema e os impactos positivos, quando praticada de forma responsável, a responsabilidade socioambiental e socioeconômica são divididas em dois níveis. No âmbito interno, está relacionada aos funcionários e tudo o que leva ao alcance dos resultados. No âmbito externo, diz respeito às consequências das ações sobre o meio ambiente, os parceiros de negócio e a sociedade onde atua. 


 PROGRAMAS E PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS E SOCIOECONÔMICOS DO SICOOB CREDCOOPER
 
1. PROGRAMA COOPERAÇÃO E REAÇÃO – OQS (ORGANIZAÇÃO DO QUADRO SOCIAL) O programa é formado pelos projetos de responsabilidade social, com foco em três grupos (cooperados, funcionários e comunidade), promovendo o desenvolvimento e fortalecimento do cooperativismo e das atividades além do crédito do SICOOB CREDCOOPER. Para uma padronização dos trabalhos a OCEMG desenvolve junto às cooperativas o OQS (Organização do Quadro Social). O OQS é uma estratégia de educação cooperativista com objetivo de criar vínculos duradouros com seus públicos-alvos, melhorar a fi delização, operacionalização, a participação e a motivação dos seus grupos (EDUCA OQS, 2016). A nossa missão é fortalecer o cooperativismo para o quadro social a partir de ações que buscam o desenvolvimento, sua aproximação com a cooperativa e fi delização, resultando em bem-estar e qualidade nos negócios. A visão é tornar-se a principal instituição fi nanceira para seus cooperados, sendo agente de desenvolvimento local, entregando valores, comprometendo-se em tornar a sociedade mais justa e igualitária por meio do cooperativismo.

2. ASSOCIAÇÃO CREDCOOPER - A Associação Credcooper foi criada para ser um órgão de apoio à Cooperativa ampliando os trabalhos de responsabilidade social. É uma associação civil de direito privado, sem fi ns lucrativos e com atuação em todo território nacional. Tem como objetivo a promoção e desenvolvimento de ações de cunho educacional, inovação tecnológica, desenvolvimento social, econômico e cultural, científi co, tecnológico e ambiental, em apoio aos funcionários, cooperados e seus familiares, ligados ao SICOOB CREDCOOPER e à comunidade. As ações diretas da associação estão ligadas às seguintes fi nalidades: promover e incentivar o desenvolvimento de programas, projetos e ações nas áreas econômica, social, ambiental, no agronegócio, científi co-tecnológica, educacional, difusão do associativismo e cooperativismo, educação cooperativista, congressos, seminários, workshop, etc. O fomento das atividades se dá por meio da capitação de recursos vindos da prestação de serviços de consultoria, pesquisas e diagnósticos, acordos, contratos, termos de colaboração e acordos de cooperação com pessoas jurídicas e demais organismos de direito público ou privado, nacional ou internacional, visando seus objetivos e finalidade.

3. NASCENTE VIVA O projeto foi desenvolvido com o objetivo de discutir sobre meio ambiente, bem como propor ações positivas e práticas para preservação e recuperação de nascentes em uma abordagem ampla, buscando resultados de médio a logo prazo, focando em produção de água. Iniciou-se em 2015 no distrito de Santa Luzia, em Caratinga, com um seminário que teve a presença de Pedro Diesel, um dos maiores nomes no Brasil na área de recuperação de nascentes. Após o seminário o projeto teve continuidade, consolidandose como um dos mais importantes do SICOOB CREDCOOPER. Ao longo dos anos fi rmamos parceria com o Instituto Terra na doação de mudas de árvores nativas. Contando com a Embrapa Milho e Sorgo, através do pesquisador Luciano Codorval, fomos orientados a respeito das tecnologias para conservação de solo e produção de água. A parceria com o engenheiro agrônomo Márcio Carvalho contribuiu com informações reunidas nos estudos e pesquisas relacionadas ao clima da região de Caratinga. Recuperamos até o momento 35 nascentes em propriedades de cooperados desde o início do projeto, sendo que uma delas funciona como base de pesquisa. No projeto piloto, no município de São Domingos das Dores, acompanhamos o comportamento da vazão de dezembro de 2016 até os dias atuais. O piloto foi implantado em uma área de 28 hectares, com cinco pilares do projeto executados: recuperação e preservação de matas de topo de morro e apps, manejo de solo na agropecuária, gestão dos recursos hídricos no meio rural, tratamento de esgoto no meio rural e recuperação da nascente. Também realizamos seminários, dias de campo em escolas e palestras nas comunidades na região de Caratinga. O projeto trabalha de forma efetiva a responsabilidade ambiental com ações práticas e educação ambiental em parceria com escolas, associações e outras entidades públicas e privadas. Devido ao bom trabalho do projeto somos membro do CBH Caratinga, participando das tomadas de decisões referente a políticas públicas direcionadas ao Comitê da Bacia Hidrográfi ca do Rio Caratinga. 


4. INTELIGÊNCIA E EDUCAÇÃO FINANCEIRA E COOPERATIVISTA/CONEXÃO SICOOB Vivemos uma transformação na área do conhecimento, exigindo posicionamento rápido e adequado. Na era da informação o desafio é filtrar e transformar as informações em conhecimento de forma contínua, gerando aprendizado para a vida das pessoas. O grande desafio na educação está em preparar as crianças e jovens para uma sociedade complexa e dinâmica, com mudanças sociais, econômicas e tecnológicas jamais vistas. O projeto tem o objetivo promover e disseminar a cultura cooperativista, financeira empreendedora e da inovação para cooperados e seus filhos, pautado no 5º Princípio Cooperativista: Educação, Formação e Informação. Está fundamentado em uma educação pautada em valores, atitudes e conhecimentos capazes de dar estrutura de formação não só profissional, mas formar pessoas com autonomia no pensar, no agir, com percepção holística sobre si e o mundo. Contamos com as parcerias da Ocemg, Sescoop -MG (Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais e o Sindicato das Cooperativas do Estado de Minas Gerais), Sebrae, Bancoob, Sistema Crediminas e Sicoob Credcooper, seguindo as diretrizes do Banco Central quanto a responsabilidade das instituições financeiras, entre elas as cooperativas de crédito, de promover a educação financeira. As atividades são diversificadas com oficinas em escolas e casais, campanhas de educação relacionadas à Poupança Cooperada para crianças, educação cooperativista e financeira para casais. Neste movimento de formação promovemos a “Educação Empreendedora, Financeira e Cooperativista nas Escolas”. O projeto em parceria com o Sebrae e as escolas, tem como foco implantar a cultura do empreendedorismo nas escolas. Já atingimos mais de 1000 alunos nas cidades de Inhapim e São Sebastião do Anta. Os trabalhos envolve formação de professores em empreendedorismo, feiras, palestras, seminários entre outros. Em 2021 continuaremos impactando como o movimento em Santa Barbara do Leste e Caratinga. O Conexão Sicoob é um projeto do Sicoob em rede nacional com foco de impactar positivamente os jovens por meio do cooperativismo. Disseminar a educação cooperativista de forma inovadora, criativa e com impacto. O primeiro Conexão foram impactados 1900 jovens na região de Caratinga. Para 2021 está na programação da realização do segundo Conexão Sicoob. 

5. FENASC - O agronegócio na região de Caratinga caracteriza-se por suas adversidades, oportunidades e por ser o setor que estrutura a economia local. Suas principais atividades são a cafeicultura, hortaliças, pecuária e fruticultura. Porém, possui o grande desafio no que diz respeito à organização da cadeia produtiva e gestão, tanto porteira para dentro, quanto orientação para o mercado. A FENASC surgiu em um piloto realizado em 2012 no formato Central de Compra de Fertilizantes no setor cafeeiro. A ideia era constituir uma APL (Arranjo Produtivo Local do Café), em Caratinga. Nos estudos diagnosticou-se que a o consumo de insumos na região relativo à produção de café eram altos e os produtores ficavam vulneráveis ao mercado por não se organizarem. O SICOOB CREDCOOPER assumiu a responsabilidade de balizar, trazendo alternativas para seus cooperados, desenvolvendo um modelo de comercialização que reunia os cooperados potenciais compradores e os vendedores em um ambiente propício para comercialização, oferecendo a oportunidade de bons negócios para os cooperados produtores e as empresas. Desde 2013 a FENASC vem se desenvolvendo. Atualmente oferece uma estrutura fantástica, tendo se tornado o maior evento de negócios agropecuários de Caratinga e região. Além de trazer oportunidade de negócios, o evento apresenta novidades tecnológicas em todas as áreas, estratégias de negócios, muita informação através de palestras, treinamentos, educação cooperativista, cuppings e outras inovações a cada ano. Como exemplo, em 2019, o Espaço de Relacionamento criado em parceria com o SEBRAE e apoiado pela Emater e Sistema FAEMG. Este ambiente promoveu o relacionamento entre os setores, cooperativa e seus cooperados. A FENASC transformou o mercado da região e as empresas, é uma das mais bem-sucedidas feiras de agronegócio do Estado de Minas Gerais. 

6. ATEG – PROJETO DO SENAR/APOIO SICOOB CREDCOOPER  - O ATeG (Atendimento Técnico e Gerencial) é um programa criado e executado pelo Sistema FAEMG/SENAR-MG. Na região ele foi implantado com a parceria do Sindicato dos Produtores Rurais de Caratinga e Sicoob Credcooper, com o objetivo de desenvolver as atividades na cafeicultura. Os produtores recebem assistência Técnica e Gerencial mensalmente pelo período de quatro anos. Na região de Caratinga foram implantados três grupos com trinta produtores. O programa deste o início contou com o apoio do Sicoob Credcooper na mobilização e suporte necessário para o bom andamento dos trabalhos. Os resultados obtidos através das parcerias entre as entidades são fundamentais para o desenvolvimento do agronegócio regional. 

7. GQC- GESTÃO COM QUALIDADE EM CAMPO O programa Gestão com Qualidade em Campo foi implementado na cooperativa numa parceria entre SICOOB CREDCOOPER, Sindicato dos Produtores Rurais de Caratinga, Sistema FAEMG, Senar/MG e Sicoob Crediminas. O objetivo é trabalhar a gestão com qualidade em campo do nosso cooperado cafeicultor. A maior necessidade do agronegócio da nossa região, que também não é diferente nas demais regiões brasileiras, é a gestão. Saber gerir a propriedade com eficiência, gerar resultados diretos para o cooperado e indiretos para a cooperativa é um desafio a ser superado. O GQC possibilita que o cooperado se desenvolva com planejamento, tome decisões com base na racionalidade econômica, aproveite as oportunidades, administre os riscos, busque instrumentos para ajudar na comercialização, controlar custos e, o mais importante, desenvolva a capacidade de gestão de pessoas e conflitos. O ganho é um cooperado fidelizado, consciente na aplicação de seus recursos, na utilização do crédito, mais participativo nas atividades da cooperativa. O GQC é importante instrumento para a diminuição da inadimplência a longo prazo e também para o desenvolvimento sustentável dos nossos cooperados e comunidades. O Gestão com Qualidade em Campo transforma a vida dos cooperados participantes, levando-os a gerir suas propriedades como empresas rurais, na formação da consciência do senso de pertencimento, trabalhando a autoestima, fortalecendo a família, a responsabilidade de transformarem a sociedade onde vivem em um ambiente mais justo e próspero. São realizados dois GQC por ano com dez propriedades, sendo dois participantes por propriedade. Foi iniciado em 2017 e fechamos em 2019 a 7ª turma com 70 propriedades atendidas e 140 cooperados treinados. O GQC é um dos projetos mais importantes de responsabilidade socioeconômica realizado por nossa cooperativa e parceiros. A meta a longo prazo é certificar o máximo de propriedades de cooperados do SICOOB CREDCOOPER.

8. DIA C O Dia de Cooperar foi desenvolvido em 2009 pelo Sistema Ocemg, com o propósito de integrar as ações voluntárias das cooperativas, cooperados, funcionários e familiares, atuando como voluntários embasados no princípio da solidariedade. As ações atendem as necessidades das comunidades onde atuamos. Diversas iniciativas são desenvolvidas envolvendo parcerias e instituições filantrópicas, como asilos, APAEs, projetos comunitários contínuos de ajuda mútua, ações relacionadas à saúde, diversão, entre outros vastos repertórios desenvolvidos pelas cooperativas para o Dia C. Criado em Minas Gerais, hoje ganhou todo o país com mais de mil cooperativas participantes. O sucesso do projeto demonstra o empenho e a capacidade do cooperativismo de atuar na transformação socioeconômica e socioambiental das comunidades. O SICOOB CREDCOOPER desenvolve ações todos os anos em todas as agências nas cidades de atuação, levando solidariedade, ajuda mútua e compartilhando um propósito maior: transformar a realidade das pessoas por meio da cooperação. No ano de 2020 foi realizado a LIVE DA COOPERAÇÃO e teve como objetivo ajudar as seguintes instituições: Núcleo do Câncer Caratinga; Lar dos Idosos Monsenhor Rocha de Caratinga; Recanto dos Idosos e Grupo Espírita Dias da Cruz. Foram arrecadados o valor de 12 mil reais. ATITUDES SIMPLES MOVEM O MUNDO.

9. REGIÃO DAS MATAS DE MINAS Com objetivo de promover a Região das Matas de Minas através da cafeicultura, foi desenvolvido pelo do SEBRAE, cooperativas da região, sindicatos e demais entidades um movimento que representasse os produtores de café desta região do estado. O SICOOB CREDCOOPER integra este movimento, representando a região de Caratinga junto ao Conselho das Entidades das Matas de Minas a nível institucional. A região das Matas de Minas é produtora de cafés especiais, composta por 64 municípios e situada em área de mata atlântica, no leste de Minas Gerais. Nossa produção é naturalmente sustentável, marcada pela predominância da agricultura familiar, pelo impacto econômico e social direto e indireto e integração natural entre o homem e a mata, fatores culturais presentes na cafeicultura da região. Somos pioneiros no que chamamos de “qualidade artesanal”, que consiste no trabalho manual e técnicas desenvolvidas pelos produtores da região para produzir com alta qualidade. O resultado é uma diversidade de nuances e sabores diferenciados presentes nos nossos cafés, que hoje se destacam nas principais premiações nacionais e internacionais. A região das Matas de Minas é regulamentada pelo “Conselho das Entidades das Matas de Minas”. A organização não tem fins lucrativos e possui caráter representativo, científico, educacional e cultural. Também é constituída por entidades, membros e parcerias voltadas ao desenvolvimento da cafeicultura nesta região. Os trabalhos desenvolvidos em prol do fortalecimento da cafeicultura a nível regional, nacional e internacional têm efeito no desenvolvimento dessas comunidades, sendo a cafeicultura a principal atividade geradora de recursos na região. Dentro das atividades propostas pela entidade está a divulgação do selo para o mercado consumidor, diferenciação da qualidade dos nossos cafés, representação a nível político, fortalecimento do cooperativismo e do associativismo, etc. O projeto atinge diretamente toda a cadeia produtiva do café e todos os produtores são impactados, mesmo que indiretamente. Exemplo claro é a visibilidade que a região vem ganhando nos concursos de qualidade. Nos últimos anos, os melhores cafés que se destacaram a nível estadual são da nossa região. Um dos efeitos é a valorização de mercado dos cafés desta região. Tudo isso vem acontecendo devido ao trabalho em diversas frentes, gestão de propriedades nos projetos diretos com produtores, como ATeG, Educampo, GQC, Rede de Referências, encontros com produtores, viagens técnicas, pesquisas e bons resultados em concursos de qualidade. Estas ações envolvem os parceiros: Sistema FAEMG, Senar/MG, Sebrae, Emater, UFV, Sindicatos de Produtores Regionais, cooperativas e outros. Também é importante destacar o engajamento das entidades na promoção da marca, na defesa do desenvolvimento coletivo, sustentabilidade natural e na qualidade artesanal dos cafés da região das Matas de Minas. Para mais informações visite o site www.matasdeminas.org.br. Uma cafeicultura forte gera resultados intangíveis e colabora para a organização e desenvolvimento de diversas outras áreas na região das Matas de Minas. Participe deste movimento!

10. CONCURSO DE QUALIDADE DE CAFÉS - O concurso de Qualidade de Café da Região de Caratinga foi criado em parceria com a EMATER/MG. O objetivo é desenvolver a produção de cafés especiais fortalecendo a cafeicultura, que é o principal produto da agricultura regional, colocando Caratinga na rota dos cafés especiais. Em dois anos de projeto os resultados são altamente satisfatórios, com vários cafés premiados. Tivemos uma aceitação e participação positiva por parte dos produtores. O objetivo é consolidar o projeto ao longo dos anos e sempre melhorar a qualidade dos cafés da região de Caratinga, pois por traz da produção de cafés especiais há toda uma conjuntura que fortalece a gestão da propriedade, o cuidado no preparo dos cafés, o uso consciente de produtos necessários à produção, manejo e conservação dos solos, preservação ambiental, tecnologia e inovação, gestão de pessoas e conflitos, responsabilidade social, qualificação profissional dos funcionários, pertencimento a uma causa justa. Enfim, há toda uma história entre produzir o café e levar esta qualidade até a xícara. O Concurso de Qualidade fortalece a sustentabilidade da cafeicultura de Caratinga e região.

11 PROJETO DE BANANICULTURA -  O projeto de desenvolvimento da bananicultura acontece através de uma parceria entre Sicoob Credcooper e Sebrae –MG, focado no desenvolvimento da novas possibilidades para o agronegócio na região. A ação desenvolvida foi a primeira etapa da Cultura da Cooperação com objetivo de implantar no grupo de produtores a cultura do desenvolvimento coletivo, associativismo e cooperativismo. Além do treinamento foi realizado uma viagem técnica na região da canastra para conhecer arranjos organizacionais do queijo e bananicultura. Em 2021, continua a formação com a segunda etapa da Cultura da Cooperação. O projeto atende 15 cooperados produtores das cidades de Caratinga, Ubaporanga e Inhapim.