Empréstimos em cooperativas de crédito

Conheça as linhas de crédito oferecidas pelas cooperativas financeiras.

Leia Também


 

Está precisando de um empréstimo? Sabia que as cooperativas financeiras costumam oferecer crédito com taxas menores? E existem opções para pessoas físicas, empresas e produtores rurais.

Cooperativas financeiras (também chamadas de cooperativas de crédito) são alternativas aos bancos comuns, com os mesmos produtos e serviços financeiros (contas, cartões, aplicações, pagamentos, recebimentos, investimentos, etc.). Mas em uma cooperativa, todos são associados ao negócio. Por isso, é possível ter acesso a diversas outras vantagens.

Um dos benefícios oferecidos pelas cooperativas de crédito são as taxas de juros menores. Afinal, essas instituições não tem fins lucrativos. A ideia é mesmo alcançar maiores benefícios para todos os cooperados. Empréstimos mais baratos são um bom exemplo disso. Confira:

Bons exemplos

O inspetor predial Alberto Camilo estava tentando conseguir um empréstimo para construir sua casa. O banco consultado por Alberto pediu dois meses para dar uma resposta. O inspetor comentou “Creio que devido a essa crise mundial, eles estão dificultando” e procurou uma cooperativa de crédito para nova tentativa. O dinheiro saiu em três dias. A dívida será paga em quatro anos, com taxa de juros inferior à 2% ao mês. “Até fevereiro eu vou terminar o que tenho para construir”, comenta agora Alberto com alegria.

Outro bom exemplo é o de Carlos. Ele estava enrolado pagando juros de 6% ao mês para uma financeira. Quitou a dívida com um empréstimo feito em uma cooperativa. A prestação caiu para menos da metade.

E as linhas de crédito encontradas em cooperativas atendem aos mais diversos tipos de público e às mais diversas necessidades. Confira:

Crédito para pessoas físicas

– Crédito consignado – é uma linha de crédito com desconto direto na folha de pagamento. Logo, é específica para funcionários de empresas públicas e privadas (conveniadas) e também para aposentados e pensionistas do INSS (com desconto direto no benefício). O interessante é que, atualmente, o crédito consignado possui uma das menores taxas de juros do mercado.

– Crédito pessoal – normalmente, ao fazer uma conta junto a uma cooperativa financeira, já existe um limite de crédito pré-aprovado (após análises e aprovações regulamentares) que pode ser contratado diretamente em caixas eletrônicos, Internet ou mobile banking. Além disso, muitas cooperativas financeiras ainda oferecem antecipação de IRPF e do 13osalário, além de linhas de crédito pessoal específicas para educação, saúde ou turismo, por exemplo.

– Financiamentos – é possível conseguir, junto a cooperativas de crédito, financiamento para material de construção, veículos, máquinas e equipamentos e até para móveis e eletrodomésticos.

– Microcrédito – concedido, em geral, a pessoas físicas e microempreendedores (formais ou informais) com dificuldade de acesso ao sistema financeiro tradicional (por não terem como comprovar renda, por exemplo). Nesse caso, para pessoas físicas, o limite de crédito é estabelecido em R$ 2 mil. Mas para quem faz parte do PNMPO (Programa Nacional de Microcrédito Produtivo e Orientado), esse valor pode ser um pouco maior.

Crédito para empresas

– Capital de giro
 – linha de crédito destinada a suprir necessidades urgentes e manter a continuidade do negócio, como em casos de pagamentos de funcionários, compras de produtos para estoque, etc.

– Antecipação de recebíveis – para receber à vista as vendas feitas à prazo, é possível contar a antecipação de recebíveis feita por cooperativas, seja para antecipar parcelas de cartões de crédito, descontar títulos ou cheques pré-datados.

– Compra de Dívidas – modalidade oferecida por algumas cooperativas que consiste na recompra da dívida do associado com outra instituição financeira, oferecendo menores taxas e melhores condições para quitação.

– Financiamentos – em geral, as cooperativas de crédito oferecem a possibilidade de empresas financiarem materiais de construção, veículos, máquinas e equipamentos e móveis.

Crédito rural

– Linhas do BNDES
– em cooperativas, produtores rurais podem ter acesso às linhas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, como Pronaf, Finame, Moderagro, Moderinfra, BNDES Automático e Prodecoop.

Vantagens extras de pedir empréstimos em cooperativas

Para conseguir um empréstimo em uma cooperativa financeira é preciso associar-se. E associar-se a uma cooperativa tem muitas vantagens. A primeira delas é que, como um dos donos do negócio, você pode acompanhar e participar de todas as decisões, tendo melhor controle de suas finanças.

Além disso, como as cooperativas não têm fins lucrativos, se há sobras, elas são repartidas entre todos os cooperados, conforme suas participações. Ou seja, quanto mais você participa da sua cooperativa, mais contribui para resultados positivos e mais pode receber de sobras anualmente.

Isso sem contar que as taxas cobradas por cooperativas de crédito são menores que as de bancos comuns. Primeiro por não visarem lucro na operação. E também porque, de acordo com a legislação, os associados de cooperativas possuem alíquota de IOF reduzida a zero (há cobrança apenas dos 0,38% incidente em qualquer instituição financeira), situação bem diferente dos bancos e financeiras, que tiveram elevação no Imposto sobre Operações Financeiras, de 1,5% para 3%, encarecendo os custos de empréstimos para pessoas físicas.

Outro diferencial cooperativo é que os recursos financeiros arrecadados ficam na própria comunidade onde opera a cooperativa, favorecendo seu desenvolvimento. Luciano Ribeiro Machado, superintendente comercial do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) explica: “Se a pessoa faz um empréstimo em uma cooperativa de uma determinada cidade, por exemplo, quando ela pagar, esse dinheiro ficará na região. Não será levado para fora. Isso gera um efeito multiplicador”.

Fonte: Seu Dinheiro Vale Mais